img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
R$ 347.458,22 5.75%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
R$ 18.771,86 7.15%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
R$ 0.39089388 5.71%
img:XRP
XRP - XRP
R$ 2,92 0.61%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
R$ 5,46 -0.12%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
R$ 1,93 6.61%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
R$ 0.00010209 7.93%
img:Cardano
Cardano - ADA
R$ 2,38 0.36%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
R$ 4,13 -10.47%
img:Solana
Solana - SOL
R$ 856,99 7.42%
img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
R$ 347.458,22 5.75%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
R$ 18.771,86 7.15%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
R$ 0.39089388 5.71%
img:XRP
XRP - XRP
R$ 2,92 0.61%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
R$ 5,46 -0.12%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
R$ 1,93 6.61%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
R$ 0.00010209 7.93%
img:Cardano
Cardano - ADA
R$ 2,38 0.36%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
R$ 4,13 -10.47%
img:Solana
Solana - SOL
R$ 856,99 7.42%
Redação Redação
a- A+

No lançamento do Bitcoin, foi estabelecida a sua regra de emissão, determinando a quantidade de moedas que entram em circulação. A solução proposta foi o halving do Bitcoin, um corte programado na produção de novas moedas. 

Esse corte programado é fundamental para criar escassez digital, sendo um dos pilares dessa criptomoeda. Descubra o que é o halving do Bitcoin, como funciona e qual é o impacto na cotação da criptomoeda.

O que é halving do Bitcoin?

Halving, do inglês “half” (metade), é o corte de 50% na produção de novas moedas no Bitcoin. Esse evento ocorre automaticamente a cada 4 anos de forma automática, e foi projetado para reduzir o efeito inflacionário na emissão.

  • Ao contrário das moedas fiduciárias, aquelas emitidas por governos, a política monetária do Bitcoin é puramente matemática.
  • A emissão de novos Bitcoins é o incentivo distribuído ao minerador, responsável por adicionar novos blocos de informação no blockchain.
  • O halving torna o sistema totalmente previsível, tanto no limite máximo de emissão quanto no cálculo do total em circulação em qualquer dia.
  • Na prática, o halving do Bitcoin não influencia as criptomoedas já existentes, apenas diminui o incentivo para os mineradores.

Quando será o próximo halving?

Conforme as estimativas do bitcoinblockhalf, a data aproximada do halving é 21 de abril de 2024. Ao alcançar o bloco de número 840.000, a rede automaticamente reduzirá a emissão de novas moedas de 6,25 Bitcoins para 3,125 Bitcoins por bloco encontrado.

É relevante destacar que esta é uma estimativa, pois, na prática, a mudança ocorre a cada 210.000 blocos minerados. Em média, leva-se cerca de 10 minutos para encontrar cada bloco, no entanto, pequenas variações podem alterar a data em alguns dias ou semanas.

Para que serve o halving?

O principal objetivo do halving é criar escassez digital, incentivando a mineração nos primeiros anos do projeto, quando o valor da criptomoeda tende a ser menor. Por outro lado, a redução nos incentivos ao minerador visa evitar pressões inflacionárias, ou seja, um ritmo elevado de emissão.

O elemento central do halving do Bitcoin é a previsibilidade, baseada em consenso em torno de regras previamente estabelecidas. Essa rigidez e previsibilidade diferenciam a criptomoeda do sistema financeiro tradicional, no qual um pequeno grupo dita a política monetária de maneira autoritária.

Como funciona o halving?

O halving ocorre de maneira automática e programada, sem afetar as moedas já em circulação. As regras de emissão são determinadas pelo software Bitcoin, mantido de maneira independente por cada usuário da rede distribuída. A única mudança é a redução de novas moedas pagas como incentivo na mineração.

Se um grupo específico realizar alterações nas regras do halving, isso resultará em uma bifurcação (fork), sendo automaticamente rejeitado pelos demais participantes. Dessa forma, podemos afirmar que esse processo acontece de maneira independente das negociações da criptomoeda nas exchanges, as corretoras de ativos digitais.

Quais os impactos do halving do Bitcoin?

Primeiramente, devemos ressaltar que nenhum usuário precisa fazer nada no processo, nem corre risco de perdas. Nesse sentido, desconfie de e-mails ou alertas exigindo que você forneça dados ou realize transferências em função do halving do Bitcoin. 

Recompensa dos mineradores

O trabalho do minerador consiste em encontrar a solução do algoritmo (hash) que conecta o novo bloco à cadeia blockchain existente. A recompensa por essa tarefa é constituída pelos novos Bitcoins gerados como incentivo, somados às taxas de mineração das transações registradas. Atualmente, esse incentivo é de 6,25 Bitcoins, mas está programado para ser reduzido para 3,125 moedas a partir do bloco 820.000, previsto para meados de 2024.

Oferta de moedas

No atual incentivo aos mineradores de 6,25 Bitcoins por bloco, são geradas 328.500 moedas por ano. Ao compararmos isso com o total de 19,65 milhões em circulação, encontramos uma inflação equivalente a 1,7%. Ao cortar pela metade esse incentivo ao minerador, o halving reduz a potencial pressão vendedora, diminuindo a oferta diária de novas moedas. Em suma, o ativo se torna mais escasso com o passar do tempo.

Cotação do Bitcoin nas exchanges

Em relação à cotação, não ocorre mudança no momento em que o incentivo aos mineradores é reduzido. É importante lembrar que as exchanges atuam apenas como intermediárias, organizando as ofertas de compra e venda dos usuários, sem intervenção ou poder de decisão sobre o preço do Bitcoin. O halving afeta exclusivamente os mineradores, que passam a receber menos Bitcoins a cada bloco encontrado, portanto, não há impacto direto na negociação.

Segurança da rede

O minerador decide quais transações deseja incluir no bloco, mas os usuários da rede Bitcoin realizam a validação de forma independente. Conhecidos como nodes ou terminais, aqueles que executam o software Bitcoin conseguem verificar a origem de cada fração de moeda (satoshi) de maneira simples e sem custo. Na prática, nada muda para os usuários comuns, pois estes não recebem remuneração.

Quem definiu as regras do halving?

Satoshi Nakamoto, esse pseudônimo por trás da criação do Bitcoin, definiu a política monetária ao desenvolver o código-fonte do software. Ou seja, não existe nenhuma entidade ou grupo com poderes para alterar as regras, que são reforçadas por cada participante da rede.

Vale ressaltar que todas as decisões no lançamento do Bitcoin foram arbitrárias, por exemplo, o limite máximo de 21 milhões de moedas em circulação, ou o intervalo médio entre cada bloco minerado de 10 minutos. O fato é que foi finalmente criado um sistema monetário previsível e impossível de ser burlado.

Qual o impacto do halving na emissão do Bitcoin?

A emissão de novos Bitcoins irá cair para 3,125 por bloco, reduzindo assim a quantidade de moedas entrando em circulação. No entanto, essa mudança é previsível e ordenada, sem impacto no limite de 21 milhões de Bitcoins, algo que só deve acontecer no ano de 2140.

Para saber quantos Bitcoins existem, a maneira mais simples é consultar um agregador de dados do blockchain, como ClarkMoody ou Bitbo. Ao final de fevereiro de 2024 haviam 19,64 milhões de Bitcoins emitidos, totalizando 92,5% do limite máximo previsto. 

Você pode conferir o limite de emissão no código-fonte do Bitcoin, que pode ser facilmente encontrado no Github, um repositório público. 

Histórico do halving e seus efeitos

Ao analisar o equilíbrio entre oferta e demanda, alguns analistas afirmam que a redução na inflação equivalente torna o ativo mais escasso, favorecendo o movimento de alta no longo-prazo. Contudo, isso não significa que este será o número de Bitcoins ofertados, pois o minerador pode preferir mantê-los em carteira. 

Impacto do halving de 2012 no preço do Bitcoin

Este foi o primeiro halving na rede Bitcoin, e, segundo reportado por analistas, na época houve tensões sobre o impacto desse corte projetado por Satoshi na criptomoeda. O principal medo era que a redução no incentivo da mineração pudesse acabar com o interesse dos participantes.

O primeiro halving, que aconteceu em 28 de novembro de 2012, reduziu a recompensa por bloco encontrado de 50 moedas para 25 moedas, porém a cotação subiu de 12 dólares para 1.032 dólares após 1 ano, uma alta de 8.500%.

Impacto do halving de 2016 no preço do Bitcoin

O impacto no preço do Bitcoin nos 12 meses seguintes ao halving em julho de 2016 também apresentou um saldo positivo, acumulando alta de 281% no período.

Gráfico do Bitcoin convertido para R$. Fonte: TradingView

Novamente, atrelar a alta durante um período exclusivamente a um fator é extremamente difícil. Por exemplo, a bolsa de valores dos EUA, medida pelo índice S&P500 passou por um período de alta iniciado justamente em julho de 2016, após 16 meses sem apresentar ganhos.

Impacto do halving de 2020 no preço do Bitcoin

O impacto no preço do Bitcoin nos 12 meses seguintes ao halving em maio de 2020 foi extremamente positivo, com uma alta de 488% em reais (R$).

Gráfico do Bitcoin convertido para R$. Fonte: TradingView

De qualquer modo, é muito difícil atrelar este movimento exclusivamente ao corte no incentivo aos mineradores. Quando analisamos um espaço de tempo mais longo são inúmeros os fatores que influenciam na decisão na formação de preço dos investidores.

Todas as criptomoedas possuem halving?

O halving foi a solução adotada pelo Bitcoin para implementar uma redução decrescente no número de moedas em circulação. Poucas criptomoedas, como Litecoin (LTC) e Bitcoin Cash (BCH), seguiram esse modelo, no entanto, não há registros de impactos positivos a médio e longo prazo do halving nessas criptomoedas alternativas (altcoins).

É importante destacar que não há uma relação direta entre o halving do Bitcoin e outros projetos que tenham copiado esse modelo de política monetária. Em resumo, cada criptomoeda é independente em sua dinâmica, e a implementação do halving não garante sua valorização. 

Impacto do halving para os mineradores

A rentabilidade dos mineradores será significativamente impactada após o corte do incentivo por bloco encontrado. No entanto, ao levar em consideração a redução na oferta diária de moedas, é provável que esse efeito seja neutralizado no médio e longo prazo.

É importante ressaltar que a receita da mineração está diretamente vinculada ao preço do Bitcoin. Nesse contexto, a existência de uma política monetária previsível e deflacionária é favorável para a rentabilidade da operação.

Risco de desligamento dos mineradores

O incentivo em novas moedas por cada bloco encontrado representa a maior parte da receita dos mineradores. Contudo, mesmo que ocorra um desligamento de máquinas em função da queda na rentabilidade, o Bitcoin possui um mecanismo automático de balanceamento. 

Em resumo, o ajuste de dificuldade da mineração assegura o funcionamento normal da rede, com blocos encontrados, em média, a cada 10 minutos. Dessa forma, mesmo que uma parte substancial dos mineradores se desliguem, o impacto na segurança da rede é praticamente nulo.

O preço do Bitcoin pode cair após o halving de 2024?

Não é possível prever o impacto do preço do Bitcoin, que é definido unicamente por compradores e vendedores a cada instante. Parte do mercado afirma que a especulação causada por investidores tentando antecipar o evento pode resultar em uma queda na cotação após o halving.

Na prática, é impossível determinar os motivos que levaram a alta antes do halving, ou se a tendência de valorização será mantida nos dias e semanas seguintes ao evento. Desse modo, é impossível garantir que a tendência histórica de alta será mantida após o halving em meados de 2024.

Como comprar Bitcoin no Brasil?

Para reduzir o risco na negociação direta (peer-to-peer, ou p2p) você pode comprar Bitcoin através das exchanges, que funcionam de maneira semelhante às corretoras tradicionais. Desse modo, organizam o mercado, além de assegurar que compradores e vendedores recebam o combinado.

Escolher a corretora de criptomoedas é de extrema importância, e o Mercado Bitcoin (MB) se orgulha em ser a maior e mais segura exchange da América Latina, e a maior prova disso são nossos 10 anos de atuação sem casos de perda de valores de clientes.

Não perca tempo! No MB, você compra Bitcoin (BTC) e outros 250 criptoativos a partir de R$ 1. Invista agora mesmo na classe de ativos que mais valorizou nos últimos 10 anos.

https://www.mercadobitcoin.com.br/economia-digital/bitcoin/halving-bitcoin/
Destaques Autor
img:Redação

Redação

Estamos aqui para oferecer a você conteúdo de qualidade que o ajude a navegar com confiança pelo universo dos criptoativos. Nosso compromisso é fornecer análises precisas e perspectivas aprofundadas sobre os mais recentes desenvolvimentos no mercado cripto. Acreditamos que a educação é fundamental para o sucesso no mundo dos criptoativos, e é por isso que nos esforçamos para tornar nossos artigos acessíveis e compreensíveis para investidores de todos os níveis de experiência.  Estamos aqui para ser seu guia confiável no universo em constante evolução das moedas digitais. Seja bem-vindo e fique à vontade para nos acompanhar em nossa missão de tornar o mundo das criptos mais acessível, compreensível e lucrativo para todos!

Saiba mais
Destaques Comentários