img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
R$ 344.041,99 0.44%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
R$ 2,67 -0.08%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
R$ 6,45 0.26%
img:XRP
XRP - XRP
R$ 884,09 -0.37%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
R$ 2,24 0.63%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
R$ 16.043,21 1.14%
img:Cardano
Cardano - ADA
R$ 0.61675800 -0.71%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
R$ 0.00012798 0.11%
img:Solana
Solana - SOL
R$ 5,15 0.83%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
R$ 2,47 0.26%
img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
R$ 344.041,99 0.44%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
R$ 2,67 -0.08%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
R$ 6,45 0.26%
img:XRP
XRP - XRP
R$ 884,09 -0.37%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
R$ 2,24 0.63%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
R$ 16.043,21 1.14%
img:Cardano
Cardano - ADA
R$ 0.61675800 -0.71%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
R$ 0.00012798 0.11%
img:Solana
Solana - SOL
R$ 5,15 0.83%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
R$ 2,47 0.26%
Redação Redação
a- A+

Fazer uma previsão do Bitcoin para 2024 é uma tarefa complicada, pois seu histórico oscila entre anos apresentando quedas de 70% e outros com altas superiores a 1.100%. 

Essa forte variação é típica de ativos em estágio inicial de adoção, porém é justamente nesse período que surgem grandes ganhos, incluindo a alta de 130% nos primeiros 11 meses de 2023.

Quer entender como é possível prever o preço do Bitcoin? Acompanhe a leitura com o Mercado Bitcoin (MB).

Como prever o preço do Bitcoin?

Não é possível prever o preço do Bitcoin, pois sua cotação é ditada exclusivamente pela oferta e demanda do mercado. As criptomoedas são ativos de renda variável, e assim como o ouro e ações de empresas são investimentos sem previsão de retorno.

Existem ferramentas que ajudam a entender os movimentos de altas e quedas do Bitcoin, seja através dos movimentos de preço histórico e da análise comparativa frente aos demais ativos. 

Em última instância, o preço do Bitcoin depende do sentimento do mercado, além da avaliação individual de cada participante. Nesse sentido, fatores externos influenciam a cotação, como cenário econômico, mesmo nos movimentos de curto-prazo.

O Bitcoin acompanha a cotação do mercado de ações?

Ao analisarmos o histórico, de fato encontramos alguns meses onde a performance do Bitcoin acompanhou as tendências de alta ou queda do mercado de ações dos EUA. Entretanto, dificilmente essa relação se sustenta por longos períodos, e por vezes os movimentos são completamente opostos.

Cabe ressaltar que mesmo nos meses onde as tendências foram similares, as variações na cotação do Bitcoin tendem a ser mais fortes, tanto na alta quanto na baixa. Em suma, não é possível afirmar que o Bitcoin segue o mercado de ações, pois as criptomoedas são uma classe de ativos totalmente independente, com diferentes riscos e vetores de alta.

É possível prever o Bitcoin utilizando gráficos?

A análise gráfica de criptomoedas não prevê o preço do Bitcoin, e seu objetivo é identificar os melhores pontos de compra e venda de acordo com situações que ocorrem frequentemente em cada cenário.

Uma análise técnica bem executada pode trazer indícios de reversão de tendência, que podem ou não se concretizar. Por isso, é incorreto afirmar que esta análise do Bitcoin consegue prever uma alta ou queda.

Esses modelos não são uma ciência exata, e o mesmo gráfico pode ser interpretado de maneiras opostas dependendo do viés do observador. Ou seja, é uma ferramenta para identificar oportunidades e prever tendências.

Qual a previsão do Bitcoin para 2024?

Em linhas gerais, os analistas e investidores apostam que o Bitcoin irá se valorizar em 2024, seguindo o movimento iniciado em 2023 que culminou com a alta de 130% até novembro. Dentre os fatores favorecendo o desempenho em 2024 estão as características únicas dessa criptomoeda, como a resistência a ataques e censura, previsibilidade de sua política monetária e seu funcionamento sem depender de bancos, empresas e governos.

Seja qual for o modelo utilizado para prever o preço do Bitcoin, é necessário considerar os fatores e eventos com maior potencial de impacto na oferta e demanda. Além disso, o investidor deve analisar o cenário externo, que inclui regulação, a força do dólar, o custo de capital e as perspectivas de crescimento econômico. A seguir detalhamos cada um dos fatores mais utilizados na previsão do Bitcoin para 2024.

Halving do Bitcoin

O halving do Bitcoin em abril de 2024 irá reduzir a oferta de novas moedas, portanto influencia o equilíbrio de preço, embora não tenha mudança prática na vida dos usuários, seja na cotação ou nas frações de Bitcoins armazenadas em cada endereço.

O Bitcoin trabalha com um incentivo para os mineradores, que atualmente recebem 6,25 moedas por cada bloco encontrado, algo que ocorre a cada 10 minutos, em média. Portanto, é possível afirmar que após o halving a oferta será reduzida em 13.500 Bitcoins por mês, equivalente a U$ 513 milhões. 

Decisão do ETF nos EUA

ETF é um fundo de investimento com cotas negociadas na bolsa de valores, permitindo aportes indiretos no ativo-fim. Este instrumento possibilita a compra por gestores de recursos e outros fundos impossibilitados de comprar Bitcoin diretamente, seja por questões regulatórias ou estatutárias.

Embora o ETF de Bitcoin exista no Brasil e Canadá, este segue em análise nos EUA, um mercado de trilhões de dólares. Em 2023, as gigantes de investimento BlackRock e Fidelity solicitaram para o regulador norte-americano o lançamento de seus respectivos ETFs de Bitcoin, com prazo final de resposta no início de 2024.

Dólar e taxas de juros

A economia norte-americana é o principal motor dos mercados de risco, seja pelo poder do dólar ou pela relevância dos mercados acionários nos EUA. O ano de 2024 é marcado pelas eleições presidenciais nos EUA em outubro, além de desafiador do ponto de vista da estabilidade econômica.

O Federal Reserve, banco central dos EUA, tem a difícil missão de manter a estabilidade do dólar, porém sem impactar negativamente no crescimento econômico. Por exemplo, se a inflação seguir em alta, é possível que investidores busquem ativos de proteção, incluindo ouro e Bitcoin.

Adoção e cenário regulatório

Na ponta da demanda, é inegável que a regulação impacta na adoção do Bitcoin como meio de pagamento e reserva financeira. Essa relação vale para ambos os lados, incluindo o caso de El Salvador, país que adotou a criptomoeda como moeda oficial junto ao dólar. No sentido oposto, restrições para bancos e empresas reduzem o apelo do Bitcoin no curto prazo.

De fato, é impossível proibir transações de Bitcoin, que podem inclusive ser transmitidas por sinal de rádio e mensagens SMS de celular. De maneira similar, restrições na compra e venda apenas incentivam um mercado paralelo, assim como ocorre em países onde há limites para compra da divisa estrangeira. Na prática, não é possível banir o Bitcoin ou impedir sua adoção.

Qual a previsão do Bitcoin para 2025, 2026 e 2027?

Em 2027, o total em circulação será de 96% das 21 milhões de moedas, restando menos de 900.000 Bitcoins para a atividade de mineração. Conforme a oferta é reduzida, os novos entrantes encontram maior dificuldade para compra, criando assim uma espiral positiva extremamente favorável para preço até 2027.

Mais importante do que a taxa equivalente de inflação é a previsibilidade, a certeza de que a política monetária será mantida. O potencial de longo prazo do Bitcoin é enorme frente aos atuais 12 trilhões de dólares do ouro, 100 trilhões do mercado acionário, e 280 trilhões do mercado imobiliário. 

Ao optar por decisões autoritárias, alguns governos podem restringir o uso do dinheiro fiduciário, por exemplo, através do CBDC, a moeda digital emitida por bancos centrais. Tais tentativas tendem a incentivar o uso de sistemas monetários alternativos como o Bitcoin, criando assim outra vertente de valorização da criptomoeda.

Como fazer previsão de curto-prazo para o Bitcoin?

A previsão do Bitcoin, mesmo para curtíssimo prazo, depende de qual abordagem está sendo utilizada. Em última instância, dados macroeconômicos, o petróleo, ações de empresas, guerras, riscos de recessão, e expectativas sobre as taxas de juros influem no emocional dos investidores, e consequentemente na previsão no preço do Bitcoin. Os adeptos do day trade, a compra e venda no mesmo dia, fazem previsões das mais variadas formas.

Aproveitando: você confere a cotação do Bitcoin em tempo real na página últimas negociações do MB.

Noticiário

Os investidores mantêm-se atualizados através de redes sociais, sites de notícia, blogs dos projetos e desenvolvedores. Além disso, é necessário acompanhar dados econômicos, lançamentos, e atualizações no ecossistema. Por fim, os day traders buscam ser os primeiros a reagir a estes eventos e expectativas.

Correlação

Alguns traders procuram ativos que apresentam movimentação em sintonia com o Bitcoin, ao menos no curtíssimo prazo. Por exemplo, são utilizadas cotações do ouro, índice de ações de empresas, índice do dólar (DXY), entre outros. Esse tipo de day trade é mais propício para ferramentas automatizadas, conhecidas como algorítmicas.

Tape reading

Traders experientes conseguem realizar uma análise completa do livro de ofertas (order book) utilizando ferramentas de leitura do fluxo, o registo de intenções de compra e venda. Esta análise considera o volume de ofertas, incluindo as não executadas, para definir se algum dos lados apresenta maior força.

Como analisar e prever o preço do Bitcoin?

A análise fundamentalista busca entender quais os motivos que levam à compra do Bitcoin. Esses modelos consideram a forma de utilização, e como se dá o crescimento dessa rede de usuários. É comum o uso de modelos matemáticos e estatísticos, que podem envolver o histórico de ativos semelhantes, como ouro e ações de empresas de tecnologia.

Abaixo destacamos alguns dos principais modelos para previsão do Bitcoin.

Modelo de previsão do Bitcoin: Stock to Flow (S2F)

Criado por um pseudônimo, PlanB, este modelo compara a produção, ou fluxo, do Bitcoin ante a quantidade já emitida, conhecida como estoque. O stock-to-flow, ou S2F, indica quantos anos são necessários para recompor tudo que já foi produzido até hoje.

  • Quanto maior o indicador, mais escasso é o ativo, ou seja, mais tempo leva para produzir o montante atualmente em circulação.
  • Atualmente são produzidos 6,25 Bitcoins por cada bloco encontrado na mineração, e isso equivale a 328.500 novas moedas por ano.
  • Desse modo, o Estoque / Fluxo (Stock to Flow) do Bitcoin é de 19,56 milhões de moedas em circulação / 328.500 = 51 vezes.

Ao analisar esta mesma medida para o ouro, por exemplo, encontramos 210 mil toneladas já mineradas do metal precioso, ante uma produção anual de 3 mil toneladas. Dessa forma, o S2F do ouro é de 210 / 3, ou seja, 70 vezes. Nesse sentido, o metal precioso é mais escasso que o Bitcoin, ao menos até o halving de 2024.

Valor de Mercado / Valor Realizado (MVRV)

O indicador MVRV é uma relação entre o preço que cada moeda trocou de mãos pela última vez e o valor atual. Valores abaixo de 0,10 indicam uma previsão de alta, enquanto um MVRV acima de 6,0 é um alerta de queda potencial. Atualmente este indicador está próximo de 1,80, portanto, longe de apresentar qualquer excesso.

De maneira resumida, a capitalização de mercado é cálculo simples da última cotação pela quantidade em circulação. Já o valor realizado considera a cotação de cada moeda quando foi movimentada pela última vez, uma espécie de “preço médio” de cada investidor.

HOLD waves, o efeito do investidor de longo prazo

Nem todo investidor de Bitcoin busca o trade de criptomoedas, comprar para vender em seguida, tão logo ocorra uma valorização expressiva. Isso porque o holder (ou HODL) busca acumular Satoshis, as frações de Bitcoin, independente de sua cotação. 

O impacto de retirar as moedas de circulação possui um efeito duplo, pois o comprador acomoda parte da pressão vendedora de curto-prazo. Além disso, menos moedas ficam disponíveis para os próximos interessados na compra.

Segundo esse estudo, 76% dos investidores estão com suas moedas paradas há 12 meses ou mais.

Modelos de previsão do Bitcoin são confiáveis?

Não, pois mesmo que tais modelos tenham assertividade, retornos passados não são garantia de resultados futuros. Por se tratar de um ativo com alta volatilidade, cuja cotação varia de forma muito agressiva, é quase impossível prever o seu preço com exatidão.

Existe um racional para essas estimativas, ao menos uma correlação histórica, porém não é possível afirmar que tais modelos funcionam de maneira consistente. Outro aspecto que cria distorções são as diferentes narrativas para o Bitcoin ao longo do tempo.

A criptomoeda pode ser analisada com viés de “sistema financeiro independente”, ”transações instantâneas”, “resistência a ataques”, “ouro digital”, e “sistema de registo”. Conforme cada perspectiva, altera-se o valor proposto para essa rede digital em constante movimento.

Afinal, Bitcoin é um bom investimento? 

Sim, a criptomoeda foi elogiada até mesmo por experientes gestores do mercado tradicional, incluindo Larry Fink, CEO da BlackRock, a maior administradora de investimentos do mundo. Na visão de Fink, o Bitcoin se posiciona como uma opção de “proteção contra a inflação” por ser um “ativo internacional” para as pessoas diversificarem parte de seu patrimônio.

Embora possa ser utilizado como instrumento especulativo, o Bitcoin se propõe a oferecer um sistema alternativo de pagamentos, independente de governos, bancos e empresas. Tais vantagens podem parecer pequenas em regiões com liberdade econômica, porém infelizmente essa não é a realidade de todos.

Em suma, o Bitcoin é um bom investimento por trazer diversificação, a diferenciação de riscos, e permitir a custódia pelo próprio usuário, sem depender de terceiros para movimentações. Tais vantagens competitivas não asseguram a valorização, mas dificilmente podem ser igualadas por outros ativos, digitais ou tradicionais.

Como comprar Bitcoin?

Para reduzir os riscos ao comprar Bitcoin, conte com o Mercado Bitcoin, líder em volume de negociação em reais R$. Se você já abriu sua conta no MB, o processo é bem simples:

  1. Efetue uma transferência (TED ou PIX) para a conta bancária do Mercado Bitcoin; para receber as instruções, basta clicar em “Depositar” no site ou aplicativo.
  2. Após ter seu depósito validado, selecione a criptomoeda “Bitcoin” na barra lateral esquerda.
  3. Clique em “Comprar e Vender” e defina qual o valor a ser utilizado na compra.
  4. Para finalizar, clique no botão “Comprar Agora” e confirme a negociação.

Viu como é simples e rápido comprar Bitcoin no Brasil?
Agora que você entendeu como surgem as previsões do Bitcoin, aproveite para investir utilizando o “Compre com PIX” do MB, a compra diretamente no aplicativo de seu banco ou Fintech utilizando o campo de descrição da transação.

https://www.mercadobitcoin.com.br/economia-digital/bitcoin/previsao-bitcoin/
Destaques Autor
img:Redação

Redação

Somos apaixonados por compartilhar conhecimento e insights valiosos sobre o emocionante mundo das moedas digitais. Estamos aqui para oferecer a você conteúdo de qualidade que o ajude a navegar com confiança pelo universo das criptomoedas. Nosso compromisso é fornecer análises precisas, notícias atualizadas e perspectivas aprofundadas sobre os mais recentes desenvolvimentos no mercado de criptomoedas. Acreditamos que a educação é fundamental para o sucesso no mundo das criptomoedas, e é por isso que nos esforçamos para tornar nossos artigos acessíveis e compreensíveis para investidores de todos os níveis de experiência.  Além disso, estamos comprometidos em promover uma comunidade de criptomoedas inclusiva. Por isso, estamos dispostos a ouvir opiniões, tirar dúvidas e participar de discussões construtivas sobre todos os aspectos do Mercado Cripto. Estamos aqui para ser seu guia confiável no universo em constante evolução das moedas digitais. Seja bem-vindo e fique à vontade para nos acompanhar em nossa missão de tornar o mundo das criptomoedas mais acessível, compreensível e lucrativo para todos!

Saiba mais