img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
R$ 2,64 -1.98%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
R$ 5,11 2.23%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
R$ 717,20 -2.12%
img:XRP
XRP - XRP
R$ 349.230,00 -1.65%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
R$ 19.099,50 -0.8%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
R$ 0.42690000 -2.13%
img:Cardano
Cardano - ADA
R$ 0.00009687 -2.62%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
R$ 5,46 -0.33%
img:Solana
Solana - SOL
R$ 2,08 -0.19%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
R$ 1,85 0.75%
img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
R$ 2,64 -1.98%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
R$ 5,11 2.23%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
R$ 717,20 -2.12%
img:XRP
XRP - XRP
R$ 349.230,00 -1.65%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
R$ 19.099,50 -0.8%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
R$ 0.42690000 -2.13%
img:Cardano
Cardano - ADA
R$ 0.00009687 -2.62%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
R$ 5,46 -0.33%
img:Solana
Solana - SOL
R$ 2,08 -0.19%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
R$ 1,85 0.75%
Redação Redação
a- A+

Quando o Bitcoin surgiu em 2009, a ideia de uma moeda digital era revolucionária. Minerar Bitcoin traz segurança para este sistema, que funciona sem um coordenador central. 

Esta atividade, embora potencialmente lucrativa, exige um alto investimento, e apresenta riscos. Além disso, a falta de informação facilita a proliferação de golpes envolvendo a mineração de criptomoedas. 

Afinal, o que é minerar Bitcoin? Como funciona essa atividade, na prática? Vale a pena minerar Bitcoin no Brasil? Você encontra a resposta para estas e outras perguntas no artigo abaixo, independente do seu nível de conhecimento.

O que é minerar Bitcoin?

Minerar Bitcoin é o processo que registra e valida transações sem a necessidade de um controle central. As transações dessa moeda digital ocorrem no blockchain, um banco de dados que funciona como um livro contábil.

Cada bloco funciona como uma página neste livro, e os mineradores competem para encontrar a resposta do algoritmo (código) de segurança. É este processo que assegura a ordenação dos dados de forma sequencial, impossibilitando alterações no histórico.

Para que serve a mineração?

O processo de minerar Bitcoin satisfaz, ao mesmo tempo, três problemas:

  • Distribuição de moedas: a recompensa de incentivo paga ao minerador ajuda a colocar novas moedas em circulação de maneira justa. Todos são livres para participar do processo, reduzindo as chances de uma única entidade ou grupo se beneficiar da emissão.
  • Registro de transações: o minerador tem incentivo de incluir o máximo de transações em cada bloco, coletando assim as taxas pagas pelos usuários. Após ser registrada no blockchain, a transação pode ser analisada por todos os participantes de forma simples e sem custo.
  • Prevenção a fraude: este algoritmo de mineração é tão complexo que só pode ser resolvido na base da tentativa e erro, demandando muita energia e capacidade de processamento. Este processo foi cuidadosamente planejado para tirar o incentivo de tentativas de entradas incorretas de dados.

O que faz o minerador, na prática?

Na prática, o minerador busca a resposta de um algoritmo, um código (hash) com padrão pré-determinado, que conecta o novo bloco de informações ao banco de dados blockchain. Em seguida, essa solução é divulgada para a rede, e caso seja válida, o minerador recebe uma recompensa pelo trabalho.

  • Diferentes mineradores competem por um mesmo bloco, mas apenas o primeiro a adivinhar a solução correta conseguirá fazer o registro.
  • Quanto maior a capacidade de processamento (hashrate) de um minerador, maior a probabilidade de adivinhar a solução do novo bloco.
  • Cada bloco é encontrado, em média, a cada 10 minutos, dando oportunidade para todos os participantes, independente de sua localização.

A validação a partir do gasto de energia é conhecido como Proof-of-Work, ou “Prova de Trabalho”.

Minerar Bitcoins é lucrativo?

Embora teoricamente seja possível encontrar a solução do algoritmo com qualquer computador, competir de uma maneira amadora em um mercado altamente especializado dificilmente irá se converter em ganhos.

Em resumo, só vale a pena financeiramente minerar Bitcoin utilizando equipamentos profissionais, em grande escala. Ademais, a atividade é totalmente móvel, portanto as grandes empresas buscam locais com baixo custo de energia.

Mineração é uma atividade arriscada?

Do ponto de vista operacional, minerar Bitcoin é extremamente seguro, pois não é necessário informar dados pessoais, ou fornecer acesso privilegiado aos sistemas. Quando falamos do aspecto financeiro, a situação é oposta, pois mineração é uma atividade de alto risco.

  • O investimento nos equipamentos é elevado, e sua depreciação tende a ocorrer em até 5 anos.
  • Não há previsibilidade na remuneração, que ocorre em moedas de Bitcoin, portanto, variável.
  • O custo de energia, equipamento, e aluguel, é determinado em moeda fiduciária, portanto, fixo.
  • Se novos mineradores entrarem em atividade, a renda média de cada participante é reduzida, prejudicando a previsibilidade do fluxo de caixa.

Como funciona a mineração de Bitcoin?

Usamos como analogia o cubo mágico: sua solução é difícil, porém fácil de provar que alguém resolveu. Assim, em questão de segundos a rede consegue atingir um consenso, e começa uma nova competição para encontrar o próximo bloco. 

Pronto, agora você aprendeu na prática o que é Proof-of-Work, ou “Prova de Trabalho”, o esforço para resolver um enigma proposto cuja solução é facilmente verificável. Se entregar o cubo mágico com peças fora do padrão, o trabalho do proponente terá sido em vão.

Cabe somente ao minerador validar as transações?

Não, o minerador valida as transações que deseja incluir no bloco, porém os usuários da rede fazem sua própria validação. Conhecidos como nodes, ou terminais, quem executa o software Bitcoin consegue verificar a origem de cada fração de moeda (satoshi) sem custo e forma simples.

  • É incorreto falar que os mineradores controlam a rede, pois a realidade é exatamente oposta: eles trabalham pela segurança do Bitcoin.
  • Se os mineradores não seguirem as regras, seus blocos são invalidados, e automaticamente rejeitados pelos usuários (nodes).
  • Não existe uma remuneração para executar o software Bitcoin e validar transações, porém é isto que dá autonomia e independência ao usuário.

Quem determina as regras da mineração do Bitcoin?

As regras, ou mecanismo de consenso, estão escritas no código-fonte do software, porém não existe um coordenador central garantindo que todos os usuários estão sincronizados.

É possível que dois mineradores encontrem soluções distintas, criando duas sequências de dados válidas. Nesse caso, a disputa será resolvida nos blocos seguintes, mantendo “viva” a versão para atrair mais esforço computacional.

São os próprios usuários da rede Bitcoin que verificam, de forma independente, se as transações respeitam as regras, por exemplo, se havia saldo em determinado endereço.

Como funciona o blockchain do Bitcoin?

O blockchain é um banco de dados distribuído formado por uma sequência de blocos de informações encadeados. A chave deste mecanismo é a facilidade na validação do algoritmo que une o bloco atual à cadeia preexistente. 

Esse mecanismo é formado por uma rede ponto-a-ponto de computadores interligados. Isso significa que mesmo que uma parte dos usuários desligue suas máquinas, o mecanismo seguirá funcionando normalmente. 

A tecnologia blockchain é um dos pilares do Bitcoin, pois permite armazenar dados de transações de forma pública, sem um controle central. Desse modo, a informação é compartilhada de maneira transparente e auditável.

O que é preciso para minerar Bitcoin?

Tudo depende do seu objetivo, pois é possível minerar usando o próprio computador ou smartphone, embora as chances de obter um retorno expressivo sejam extremamente pequenas. Nesse sentido, listamos abaixo as prioridades para aqueles que prezam pela rentabilidade.

  • Equipamento adequado: o mercado se profissionalizou, exigindo máquinas específicas, denominadas ASICs, dispositivos com alto rendimento e eficiência. Certifique-se que a mineradora é compatível com o algoritmo SHA-256 do Bitcoin.
  • Energia elétrica: para obter lucro, é necessária uma tarifa de energia baixa. Idealmente, deve-se buscar fontes com baixa oscilação na produção, evitando assim ficar dias ou semanas sem energia. Atente-se para a necessidade de refrigeração do equipamento.
  • Conexão estável: embora não seja necessária uma internet extremamente rápida, é importante ter estabilidade na conexão. Se possível, utilize um fornecedor de backup, evitando ficar sem contato com a rede para envio e recebimento de dados.
  • Software: existem diversos fornecedores de aplicativos para mineração, incluindo versões para PC, Mac, e servidores Unix. No entanto, nada impede o uso de aplicativos para celular ou outros dispositivos.

Passo a passo para minerar Bitcoins

Ficou interessado em minerar Bitcoin? A maneira mais prática é utilizar softwares que automatizam o processo, como NiceHash, Hive OS, e Awesome Miner. Cabe ressaltar que o MB não endossa esses softwares, e tampouco realizou testes de segurança.

O primeiro passo usualmente é o cadastro na plataforma e download do software, seguido de uma análise no sistema para detectar os equipamentos de mineração. Após esse processo de configuração, será disponibilizado uma função para iniciar a mineração.

Pronto! Lembre-se de informar seu endereço de Bitcoins para eventuais saques das recompensas.

Como minerar outras moedas e receber em Bitcoin?

A mineração de Bitcoin é extremamente competitiva, portanto é mais rentável para amadores utilizar seus equipamentos em outras criptomoedas (altcoins). Existem algoritmos que favorecem o uso de CPUs, o processador de computador, enquanto outros são mais adaptados para placas gráficas, GPUs.

Para facilitar a vida dos usuários, os softwares de mineração mais utilizados fazem a busca automática dentre as moedas mais rentáveis conforme o equipamento disponível. 

Ou seja, é possível minerar, por exemplo, Litecoin (LTC), Ethereum Classic (ETC), ZCash (ZEC), DASH, ou RavenCoin (RVN), e converter essa renda em frações de Bitcoin, conhecidas como satoshis.

Minerar Bitcoin em nuvem vale a pena?

Minerar Bitcoin na nuvem significa alugar equipamentos de empresas. Desse modo, sua remuneração seria proporcional ao poder computacional locado.

  • Historicamente, a oferta de mineração na nuvem é alvo de empresas e pessoas mal intencionadas. 
  • Tenha extrema cautela com tais ofertas, pois são inúmeros os golpes oferecendo mineração compartilhada.
  • Esses golpistas utilizam do desconhecimento das pessoas sobre o mercado de criptomoedas.

É comum encontrar grupos que alugam mineradoras de terceiros para tirar fotos, ou para realizar visitas em grupos ao local. Ao parecer um negócio legítimo e saudável, conseguem enganar muita gente.

O que são pools de mineração?

Um pool de mineração é uma cooperativa na qual mineradores trabalham em conjunto e dividem o rendimento de forma proporcional ao seu esforço individual. Qualquer um pode atuar de maneira independente, porém arrisca ficar dias ou semanas sem recompensa.

A cooperativa aumenta as probabilidades de encontrar a solução do bloco, porém cobra uma taxa que usualmente varia entre 0,5% e 2% para organizar o trabalho e distribuir os rendimentos. Em suma, traz uma previsibilidade de receita maior ao participante, ideal para quem possui custos fixos com a operação.

Riscos e desafios da mineração de Bitcoin

O principal risco de minerar Bitcoin é o alto investimento necessário para se estabelecer uma operação rentável. A escassez de chips encarece a produção de mineradoras ASICs, sendo comum ter que antecipar o pagamento e aguardar alguns meses até receber o maquinário.

Outro fator que deve ser cuidadosamente analisado é a impossibilidade de se prever quantas máquinas vão ser adicionadas nos próximos meses. A produção de novos Bitcoins não se altera, portanto, a competição adicional reduz a rentabilidade média de cada participante.

Compensa minerar Bitcoin em 2023?

Além do Brasil ser um país quente, a tarifa de eletricidade é extremamente elevada por conta dos impostos. As máquinas ASIC consomem muita eletricidade e geram muito calor, necessitando de resfriamento constante. 

Outro aspecto que deve ser considerado é o imposto de importação desse maquinário, praticamente inviabilizando a operação no Brasil. Por último, deve-se analisar a tributação, os encargos que incidem para esta atividade. 

Qual o imposto para minerar Bitcoin no Brasil?

Infelizmente, no Brasil não existe uma definição clara sobre o enquadramento da mineração de criptomoedas no aspecto tributário. Nesse aspecto, deve-se consultar um contador e analisar os benefícios e riscos de cada modalidade.

Qual o custo de energia para minerar Bitcoin?

Considerando o valor do Kwh de R$ 0,83 incluindo tributos e uma única mineradora ASIC, consumindo 3250 watts, encontramos uma rentabilidade mensal bruta de R$ 1.420. O problema é o custo da energia, que supera esse rendimento.

No caso, o prejuízo operacional pode ultrapassar os R$ 550 por mês, sem contar o custo aquisição do maquinário, que pode ultrapassar os R$ 15.000 ao incluir impostos. 

Em suma, a operação é completamente inviável no Brasil utilizando a energia da rede. Minerar Bitcoin no Brasil só compensa para quem possui geração renovável própria.

Minerar Bitcoin é crime?

Não, minerar Bitcoin é perfeitamente legal. O Bitcoin é um protocolo, ou seja, um conjunto de linhas de código computacional. A mineração é o processo de adivinhar um algoritmo, e isso pode ser feito com um papel e um lápis, como nos mostra o analista DerGigi.

O alto gasto de energia do processo de “Prova de Trabalho” para minerar Bitcoin é proposital, garantindo a segurança da rede.

Recompensas da mineração e halving do Bitcoin

O protocolo Bitcoin determina que os blocos sejam minerados com intervalo médio de 10 minutos, ou seja, são minerados 144 blocos por dia. É isso que possibilita saber quantos Bitcoins existem em qualquer data, mesmo no futuro.

Atualmente, o incentivo de recompensa ao minerador para cada bloco encontrado é de 6,25 Bitcoins, porém este número será reduzido pela metade em meados de 2024, no processo conhecido como halving.

  • O halving é um evento que ocorre a cada 210 mil blocos, cerca de 4 anos, e corta pela metade a remuneração dos mineradores.
  • Este processo não altera a oferta máxima de 21 milhões Bitcoins em circulação, nem tampouco impacta quem já tinha moedas em carteira (wallet).
  • Não existe uma relação direta entre o halving e a cotação do Bitcoin nas exchanges no momento do corte.

É melhor minerar ou investir em Bitcoin?

A mineração de Bitcoin é uma atividade que demanda um investimento inicial alto, e depende majoritariamente do custo de energia. Além disso, a rentabilidade irá variar conforme a competição, pois quanto mais mineradores ativos, menor a chance de você encontrar um bloco.

Em contrapartida, você pode começar a investir em Bitcoin com apenas R$ 1 no Mercado Bitcoin, e todo o processo, desde o cadastro, pode ser feito via aplicativo para Android e iOS, ou através de nosso site.

Enquanto o maquinário ASIC deprecia ao longo do tempo, seja pelo avanço da tecnologia ou o próprio desgaste dos componentes, seu Bitcoin guardado mantém seu valor e escassez, limitado a 21 milhões de unidades.

Agora que você sabe o que é minerar Bitcoin, incluindo equipamentos e softwares para mineração, negocie Bitcoin (BTC) na exchange mais segura do Brasil.

https://www.mercadobitcoin.com.br/economia-digital/bitcoin/o-que-e-minerar-bitcoins/
Destaques Autor
img:Redação

Redação

Estamos aqui para oferecer a você conteúdo de qualidade que o ajude a navegar com confiança pelo universo dos criptoativos. Nosso compromisso é fornecer análises precisas e perspectivas aprofundadas sobre os mais recentes desenvolvimentos no mercado cripto. Acreditamos que a educação é fundamental para o sucesso no mundo dos criptoativos, e é por isso que nos esforçamos para tornar nossos artigos acessíveis e compreensíveis para investidores de todos os níveis de experiência.  Estamos aqui para ser seu guia confiável no universo em constante evolução das moedas digitais. Seja bem-vindo e fique à vontade para nos acompanhar em nossa missão de tornar o mundo das criptos mais acessível, compreensível e lucrativo para todos!

Saiba mais
Destaques Comentários