img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
R$ 333.379,83 0.41%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
R$ 16.235,53 0.4%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
R$ 0.56344019 5.52%
img:XRP
XRP - XRP
R$ 2,62 3.84%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
R$ 0.00011992 5.32%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
R$ 5,31 1.53%
img:Cardano
Cardano - ADA
R$ 2,39 1.42%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
R$ 6,31 3.88%
img:Solana
Solana - SOL
R$ 709,11 -1.2%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
R$ 2,26 2.45%
img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
R$ 333.379,83 0.41%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
R$ 16.235,53 0.4%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
R$ 0.56344019 5.52%
img:XRP
XRP - XRP
R$ 2,62 3.84%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
R$ 0.00011992 5.32%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
R$ 5,31 1.53%
img:Cardano
Cardano - ADA
R$ 2,39 1.42%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
R$ 6,31 3.88%
img:Solana
Solana - SOL
R$ 709,11 -1.2%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
R$ 2,26 2.45%
Crypto for All Crypto for All
a- A+

A Web3 é a evolução natural da Web atual (Web2), uma nova fase da internet que busca mais privacidade, segurança e transparência para os seus usuários. Muito mais do que uma tecnologia, a Web3 é uma comunidade aberta e colaborativa em que desenvolvedores, usuários e outros stakeholders trabalham juntos para criar novas soluções e melhorar as existentes.

Neste artigo, vamos explorar a importância da comunidade na adoção da Web3 e como todos podem contribuir para que essa nova fase da internet seja uma realidade para todos.

Descentralização e autonomia

Para permitir a criação de aplicativos (dApps) e plataformas sem a necessidade de um intermediário central, a Web3 foi construída sob a blockchain, uma tecnologia descentralizada.

Em um sistema centralizado, a autoridade fica sob a custódia de intermediários, como bancos e corporações, que gerenciam as transações. Isso significa que a privacidade do usuário fica sujeita a uma autoridade central, o que pode levar a sérios problemas de segurança e violações de privacidade.

Além disso, o gerenciamento centralizado pode resultar em demora na resolução de problemas, aumento de custos financeiros para os usuários e possibilidade de censura e até mesmo adulteração de dados para fins ilícitos. A descentralização, por outro lado, dá aos usuários um melhor controle sobre suas informações e transações.

Um exemplo é a tecnologia blockchain, em que as transações são verificadas por uma rede de computadores distribuída. Isso significa que as informações dos usuários têm mais privacidade e segurança, considerando que as transações são criptografadas e armazenadas em segurança na rede.

Novas oportunidades

Suas diversas funcionalidades abrem muitas possibilidades para desenvolvedores, empreendedores e usuários.

Os desenvolvedores também podem criar novas criptomoedas e tokens, permitindo a criação de novos modelos de negócios via blockchain. Esses modelos incluem jogos, plataformas de crowdfunding e redes sociais descentralizadas.

Os empreendedores também têm a oportunidade de aproveitar as soluções que essa tecnologia oferece, como a criação de novos serviços e plataformas que potencializam a segurança e a descentralização da Web3.

Principais desafios

Entre os principais desafios para que essa tecnologia possa finalmente ser adotada por grande parte das pessoas e ter um significativo impacto no mundo, estão:

  • Escalabilidade: a blockchain, infelizmente, possui algumas limitações em termos de poder de processamento e armazenamento de dados. Assim, a escalabilidade é um desafio para a Web3. No entanto, a comunidade Web3 está trabalhando em possíveis soluções, como a criação de novos algoritmos de consenso e a introdução de soluções de segunda camada.
  • Usabilidade: atualmente, a Web3 exige certo grau técnico para usá-la. No entanto, a comunidade também está trabalhando para melhorar a sua usabilidade, criar interfaces de usuário mais intuitivas e desenvolver ferramentas que tornem a interação com a tecnologia mais fácil e acessível.

Colaboração

A colaboração da comunidade nos projetos construídos na Web3 garante que as soluções sejam bem projetadas e testadas antes de chegarem ao mercado. Isso é especialmente importante, uma vez que, nela, a segurança e a confiabilidade são fundamentais.

Como a Web3 ainda é relativamente nova, há diferentes abordagens para a resolução de problemas e criação de soluções. Trabalhando juntos, os desenvolvedores podem concordar entre si e decidir as mudanças que mais ajudem a blockchain a operar com segurança e eficiência.

Inclusão financeira

Promover a inclusão social, especialmente em áreas em que as pessoas são excluídas do acesso à internet ou serviços online, é uma das funcionalidades da Web3.

Com a blockchain, por exemplo, as pessoas podem realizar transações financeiras e acessar serviços online mesmo em áreas remotas ou desfavorecidas, sem a necessidade de intermediários centralizados, como bancos.

A comunidade

Em todas as áreas até aqui discutidas, a comunidade desempenha um papel primordial. Como essa nova fase da internet ainda é relativamente desconhecida pelo público em geral, a educação e a conscientização serão fatores-chave na adoção em massa da Web3.

Por conta disso, as comunidades têm desempenhado um papel crucial na educação e na conscientização da Web3. Várias iniciativas estão em andamento – uma delas é a Ethereum Meetups, na qual usuários de Ethereum em todo o mundo se reúnem para realizar um grande evento e discutir acerca da tecnologia e trocar conhecimento. Esse evento conta com palestras, workshops e eventos educacionais para a comunidade.

Mas não para por aí: essas comunidades também estão amplamente espalhadas pela internet – a maioria concentra-se em fóruns do Reddit, no Telegram e no Discord.

Um deles, inclusive, é a comunidade do Discord do MB, em que os membros discutem diversos assuntos relacionados ao mundo cripto e à Web3, participam de calls exclusivas com especialistas no assunto, têm diversas aulas, ganham brindes, participam de sorteios e muito mais.

Considerações Finais

Colaboração e disseminação de conhecimento são essenciais para a chegada da nova era da internet. Nisso, a comunidade tem sido um modelo para que esse avanço seja bem-sucedido.

Ela carrega consigo a responsabilidade de promover essas ideias e divulgar a Web3, aumentando, assim, o número de usuários, o que, consequentemente, mantém os padrões de governança descentralizados e a tecnologia genuinamente aberta e acessível a todas as pessoas.

Caio Crispim é analista sênior de marketing e community manager do Mercado Bitcoin.

Destaques Autor
img:Crypto for All

Crypto for All

Saiba mais