img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
R$ 336.127,07 1.63%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
R$ 16.380,00 1.63%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
R$ 0.56511397 6.2%
img:XRP
XRP - XRP
R$ 2,62 1.53%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
R$ 0.00011992 6.18%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
R$ 5,34 2.32%
img:Cardano
Cardano - ADA
R$ 2,42 1.52%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
R$ 6,31 3.88%
img:Solana
Solana - SOL
R$ 718,28 0.56%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
R$ 2,27 3.24%
img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
R$ 336.127,07 1.63%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
R$ 16.380,00 1.63%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
R$ 0.56511397 6.2%
img:XRP
XRP - XRP
R$ 2,62 1.53%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
R$ 0.00011992 6.18%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
R$ 5,34 2.32%
img:Cardano
Cardano - ADA
R$ 2,42 1.52%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
R$ 6,31 3.88%
img:Solana
Solana - SOL
R$ 718,28 0.56%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
R$ 2,27 3.24%
Redação Redação
a- A+

Quantas vezes você já escutou que não existe retorno garantido em criptomoedas? Na realidade, é possível obter uma renda passiva — a diferença é que essa recompensa é paga em ativos digitais, e estes oscilam de preço conforme o mercado.

O melhor de tudo? Essa renda passiva, o staking, pode ser feito de maneira super simples através de um parceiro de confiança como o Mercado Bitcoin (MB). Isso mesmo, sem investimento em equipamentos ou noções de programação.

Ficou na dúvida se o staking vale a pena, e como essa aplicação se compara aos investimentos do mercado financeiro tradicional? Confira a seguir como aumentar seu patrimônio em criptomoedas de forma simples e segura.

Como acontecem as validações na rede blockchain?

Se você acompanha alguma coisa de criptomoedas, provavelmente já escutou sobre a mineração, correto? Se desconhece totalmente, sugerimos a leitura do texto “o que é minerar Bitcoin”, mas abaixo vamos explicar por alto esse processo.

O blockchain é um banco de dados distribuído, compartilhado numa rede mundial de computadores. Mas como saber quem tem direito de movimentar moedas ou se uma aplicação pode alterar determinado registro nesse arquivo?

É justamente a validação das transações realizada de forma independente por diversos participantes que traz a segurança a esse sistema descentralizado. Em linhas gerais, esse processo pode ser realizado de duas maneiras, descritas abaixo.

Mineração versus Depósito garantidor

Cada criptomoeda vai escolher a maneira de validar as transações mais adequadas para suas necessidades de tempo de confirmação e nível de segurança desejado. Não existe um melhor ou pior, pois ambas trazem benefícios e contratempos.

  • Mineração computacional, ou “Prova de Trabalho”: alto gasto energético usando potentes computadores, desse modo, semelhante à extração do ouro. Processo exige um investimento considerável para tirar o estímulo de entradas fraudulentas.
  • Depósito garantidor, ou “Prova de Participação”: seleciona usuários dentre uma lista de depositantes que deixaram moedas travadas como garantia de honestidade. Gasto energético muito reduzido, e infraestrutura de baixo custo.

Por exemplo, a maior e mais antiga criptomoeda, o Bitcoin (BTC), utiliza a mineração computacional. Já a vice-líder Ethereum (ETH), ao demandar uma capacidade maior de processamento, migrou no final de 2022 para a “Prova de Participação”.

Ficou com dúvida? O vídeo abaixo explica o que é staking de Ethereum e forma simples e didática:

Como fazer staking de criptomoedas?

Nas moedas digitais baseadas em “Prova de Participação”, quem faz o staking deixa suas moedas em garantia para participar do processo de validação na rede. Portanto, apesar de existirem diferentes maneiras de fazer staking, todas envolvem deixar moedas travadas — novamente, nada diferente do que ocorre na aplicação do Tesouro Direto.

Abaixo listamos alguns modelos, utilizando como exemplo o staking de Ethereum, justamente por ser o maior projeto fora da mineração:

Hospedando seu próprio validador

Embora não seja necessário investir em um equipamento pesado, é necessário um servidor conectado à internet e software para analisar os pedidos de registro, efetivamente aceitando ou registrando transações.

No caso da Ethereum, é necessário o depósito de 32 moedas ETH e existe o risco de penalização caso seu servidor fique offline ou processe incorretamente os pedidos. Enfim, é um método que exige aproximadamente R$ 302 mil travados — cotação de julho de 2023 —, além de experiência na área.

Participando de consórcios

E se alguma empresa ou ferramenta unir um grupo de usuários interessados em manter esse validador? Dessa forma, os custos e responsabilidade são divididos entre os participantes. Nesse modelo, Lido Finance e Rocket Pool são exemplos bastante utilizados.

Além de exigir um conhecimento para interagir com aplicativos descentralizados, programas autônomos registrados no blockchain, o consórcio traz um risco adicional da própria administração — e eventuais mudanças no processo de staking de cada criptomoeda.

Através de terceiros

Este modelo de staking é recomendado para quem não dispõe de conhecimento técnico, tempo, ou simplesmente prefere deixar a tarefa nas mãos de uma empresa de confiança. Ao entregar suas criptomoedas para um terceiro, toda a parte técnica e operacional fica a critério desta empresa.

Essa opção é obviamente mais simples e prática para quem busca uma renda passiva em criptomoedas sem preocupação. O essencial é encontrar um parceiro de confiança, atuando de forma regulada e com longo histórico de entrega e zelo pela segurança.

Como os depositantes do staking são recompensados?

Staking é uma forma de renda passiva, uma remuneração extra por manter suas criptomoedas travadas validando as transações da rede. Nesse sentido, o investidor recebe um valor no próprio ativo digital, independente da oscilação de preço no mercado.

Pensando novamente no exemplo do Tesouro Direto, esses rendimentos periódicos são depositados na conta do usuário automaticamente. Esse mesmo modelo é replicado pelo staking, portanto a aplicação inicial é mantida travada na rede, enquanto essa remuneração em criptomoedas é entregue na conta depositante.

Quais criptomoedas oferecem staking?

Dentre as maiores e mais conhecidas criptomoedas que oferecem staking nativo, diretamente na rede, temos:

  • Ethereum (ETH), líder absoluta em número de desenvolvedores e aplicações descentralizadas. O staking do Ethereum é utilizado para validar transações, incluindo o registro dos smart contracts na rede.
  • Solana (SOL), rede que optou por demandar validadores mais robustos com alta capacidade de processamento, cedendo no quesito descentralização para ganhar capacidade de processamento.
  • Cardano (ADA), uma rede blockchain ainda em fase inicial de implementação, busca oferecer transações rápidas e baratas. É uma das líderes em percentual travado para staking, bastando delegar suas moedas.
  • Polkadot (DOT), moeda da rede que conecta diferentes sistemas, permitindo a transferência de informações, incluindo ativos digitais, sem possibilidade de censura. O projeto conta com apoio da Fundação Web3.

De fato, a lista completa é bem extensa, porém um ranking não-oficial pode ser encontrado no site Staking Rewards.

Quais os benefícios de fazer staking?

Fazer staking vale muito a pena porque você aumenta seu investimento em criptomoedas sem se preocupar — focando apenas em receber uma rentabilidade, paga na própria criptomoeda. 

Abaixo listamos os principais benefícios.

Renda passiva

É uma forma de gerar renda estável e consistente, onde seu dinheiro ou, neste caso, seus ativos digitais geram receita adicional sem a necessidade de negociações por parte do investidor. Adotar a estratégia de renda passiva de criptomoedas é uma ótima opção para aumentar seu patrimônio, especialmente para quem pensa no longo prazo.

Risco baixo

Para o investidor de criptomoedas o processo de staking é muito simples e seguro. Ao optar por contribuir para a validação das transações e aumentar a segurança da rede, o participante não precisa se preocupar com os procedimentos técnicos e operacionais. Periodicamente, as recompensas serão depositadas na conta do usuário.

Menor gasto energético

A “Prova de Participação” permite uma maior capacidade de processamento, necessária nos smart contracts — os contratos programáveis executados de forma automática. Dessa forma, o staking apoia um modelo com gasto energético 99% menor que a mineração de criptomoedas.

Quais os riscos ao fazer staking?

Sem dúvidas, as criptomoedas são uma classe de ativo relativamente nova, portanto quando comparada aos investimentos tradicionais, como o CDB ou fundos imobiliários, a preocupação número 1 é sempre a volatilidade — a forte variação da cotação.

Bloqueio de moedas

Ao realizar o staking as criptomoedas ficam bloqueadas na rede durante o período pré-determinado pelo projeto e, nesse período, sua cotação pode variar bruscamente. Em suma, o investidor fica sujeito a variação da cotação, para cima ou para baixo, sem poder vender durante o período de trava.

Conhecimento técnico

Ao optar por realizar o staking por conta própria, seja no modelo direto em seu próprio servidor, ou participando de uma cooperativa, existe a necessidade de conhecimento técnico para avaliar o risco técnico e administrativo da operação. Para resolver essa questão, o Mercado Bitcoin (MB) trouxe um modelo simplificado onde o usuário não precisa se preocupar com nada — recebendo a renda passiva diariamente.

Por que fazer staking no Mercado Bitcoin?

Na modalidade de renda passiva com staking de Ethereum, o MB faz todo o trabalho a partir de R$ 10 de depósito mínimo, e as recompensas são creditadas diariamente na sua conta do MB.

O processo é simples e seguro, trazendo uma estratégia para você aumentar seu patrimônio com ganhos de até 7,0% ao ano em ETH — uma estimativa que não caracteriza garantia de ganho, pois a recompensa pode variar conforme o volume de transações da rede.

Afinal, staking vale a pena?

A rentabilidade líquida descontando a emissão de novas moedas varia entre 2% e 8% ao ano na maioria dos grandes projetos. Sem dúvidas o staking vale a pena ao trazer um retorno adicional, de maneira similar ao investimento no Tesouro Direto.

Fazer staking vale muito a pena porque você não precisa vender seus ativos, ou seja, para o investidor que realmente acredita no projeto e antevê manter sua posição por alguns meses ou anos. 

Você contribui para a segurança da rede através da validação de transações ou depósito de garantia nas aplicações descentralizadas e ainda recebe por isso. 

Comece a fazer staking de ETH hoje e potencialize seus rendimentos em cripto. Você define a quantidade que deseja investir e o MB cuida dos procedimentos técnicos da operação para você.