img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
R$ 5,11 2.23%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
R$ 718,41 -1.21%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
R$ 1,85 1.47%
img:XRP
XRP - XRP
R$ 0.42792757 -1.16%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
R$ 2,65 -1.38%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
R$ 0.00009694 0.28%
img:Cardano
Cardano - ADA
R$ 2,09 0.74%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
R$ 349.480,85 -1.42%
img:Solana
Solana - SOL
R$ 19.075,79 -0.6%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
R$ 5,46 -0.33%
img:Bitcoin
Bitcoin - BTC
R$ 5,11 2.23%
img:Ethereum
Ethereum - ETH
R$ 718,41 -1.21%
img:Chiliz
Chiliz - CHZ
R$ 1,85 1.47%
img:XRP
XRP - XRP
R$ 0.42792757 -1.16%
img:Shiba Inu
Shiba Inu - SHIB
R$ 2,65 -1.38%
img:USD Coin
USD Coin - USDC
R$ 0.00009694 0.28%
img:Cardano
Cardano - ADA
R$ 2,09 0.74%
img:ApeCoin
ApeCoin - APE
R$ 349.480,85 -1.42%
img:Solana
Solana - SOL
R$ 19.075,79 -0.6%
img:MANA (Decentraland)
MANA (Decentraland) - MANA
R$ 5,46 -0.33%
Redação Redação
a- A+

O Euro é a moeda oficial da União Europeia, e apesar de ter surgido fisicamente apenas em 2002, a moeda atingiu a vice-liderança nas reservas internacionais. Por conta de sua previsibilidade na oferta, investir em Euro e ativos negociados nessa moeda tornou-se uma excelente opção para os brasileiros. 

Confira porque o Euro se valorizou tanto frente ao real (R$), quais as perspectivas para 2024 e como investir no Euro de forma segura e prática.

Por que investir no Euro?

Para o brasileiro, investir no Euro funciona como proteção para a perda do poder de compra da moeda local, o real (R$). Isso porque o Brasil é dependente de moeda forte para compra de produtos, serviços, remessas e pagamento de juros. Desse modo, a compra de Euros funciona para qualquer perfil de investidor, do mais conservador ao mais arrojado. 

Tanto pessoas físicas quanto empresas brasileiras podem investir no Euro de forma totalmente segura e regulada. Cabe ressaltar que o Euro é considerado um investimento de renda variável, ou seja, sua cotação conforme a oferta e demanda em cada momento. 

Abaixo listamos alguns dos motivos que levam os brasileiros a investirem no Euro.

Estabilidade

O Euro tende a manter seu valor frente a moedas de países menores, portanto sua cotação é menos sujeita a flutuações bruscas. É justamente essa característica que tornou a moeda da Zona do Euro a vice-líder nas reservas internacionais dos países. Na prática, o Euro, junto com o Franco Suíço e a Libra Esterlina oferecem uma alternativa à dominância do dólar.

De fato, o Banco Central Europeu optou por uma política monetária expansionista entre 2020 e 2022, impactando negativamente na cotação do Euro. No entanto, o Euro segue se valorizando quando comparado ao real brasileiro e demais moedas de países emergentes. Parte desse movimento se dá por sua grande participação nas transações internacionais, ajudando a estabilizar sua cotação.

Reserva de emergência

O Euro é muito utilizado para formar uma “reserva de emergência” tanto para famílias quanto para empresas, por sua grande aceitação a nível mundial. O Euro, como moeda ou via títulos públicos do Banco Central Europeu, instrumentos de dívida que pagam juros em Euros, fazem parte das reservas dos maiores países e gestores de grandes fortunas.

Embora tenha apenas 25 anos de existência como moeda, o Euro se tornou uma opção comum para acúmulo de reservas por empresas e famílias no mundo todo. Parte desse racional está na grande aceitação do Euro, seja para uso no dia-a-dia ou investimento. É comum que a moeda da Zona do Euro seja utilizada em transações internacionais, portanto seu volume de negociação (liquidez) é alto.

Exposição geográfica

Embora o dólar tenha dominância no mundo de investimentos e transações financeiras, seu emissor é responsável pelo controle do sistema financeiro dos Estados Unidos. Nesse sentido, países, empresas e pessoas físicas buscam no Euro uma diversificação geográfica, seja por conta do risco da economia norte-americana ou para evitar possíveis sanções econômicas.

O Banco Central Europeu (BCE), emissor da moeda da Zona do Euro, que inclui Alemanha, França, Espanha, Holanda, Itália e Portugal, portanto países com amplo histórico de compromisso com suas moedas locais. Em resumo, a região consegue emitir dívida e trazer depósitos em Euros, garantindo assim uma demanda constante pela divisa, ou seja, existe uma circulação efetiva da moeda.

Qual o melhor momento para comprar Euro?

Não é possível prever as flutuações do Euro frente ao real brasileiro, logo a compra deve ser feita como forma de proteção, buscando distribuição de riscos e diversificação entre diferentes regiões geográficas. Ao distribuir suas aplicações buscando ativos em outros países, o investidor tende a minimizar os riscos associados ao impacto negativo causados por eventos isolados.

Uma carteira de investimentos balanceada deve incluir uma variedade de ativos, incluindo imóveis, ações de empresas listadas e títulos de dívida. Ao considerarmos que o investidor brasileiro naturalmente tem grande exposição ao real, a aquisição de divisas estrangeiras, incluindo o Euro, se prova benéfica. Em resumo, os investimentos em Euro devem ser feitos de forma regular, respeitando os objetivos e perfil de risco do investidor. 

Como comprar Euro no Brasil?

São várias as maneiras seguras e regulamentadas para comprar euro no Brasil. Uma maneira muito buscada é a compra de divisas em notas físicas e cartões pré-pagos nos bancos e casas de câmbio. Outra opção regularmente utilizada é a compra para remessas ao exterior, seja para contas bancárias ou para o pagamento de fornecedores.

Os métodos tradicionais de compra, além de burocráticos, podem levar até dois dias úteis para concluir a operação, além de exigências dos intermediários para comprovar a origem dos recursos. A burocracia acaba impondo limites para a compra de euro no Brasil, embora essa prática seja totalmente legal. Por esse motivo, muitos investidores optam por buscar uma exposição indireta ao euro através de fundos cambiais, criptomoedas lastreadas, ou contratos regulados de derivativos.

O que é stablecoin, a moeda pareada?

Stablecoin é uma moeda digital que busca paridade com um ativo tradicional, como o euro, dólar, ouro e iene japonês. Sua principal diferença para as divisas estrangeiras é não envolver contas bancárias, pois as criptomoedas existem exclusivamente no meio digital. Essa tecnologia permite transações livres entre usuários, sem possibilidade de censura, inclusive para pagamentos de produtos e serviços.

O mecanismo de paridade da cotação com o euro se dá através de reservas, administradas pela empresa emissora, ou seja, para cada stablecoin emitida deve haver o equivalente para cobrir esse valor. Esse lastro, ou garantia de reserva, possibilita a conversibilidade e subsequente paridade com a cotação do euro, embora sua cotação flutue livremente.

Qual a vantagem da stablecoin do euro?

A stablecoin do euro traz vantagens para investidores que desejam exposição à moeda da Zona do Euro de forma digital, passando a contar com transações 24 horas e um custo muito baixo de transação, dependendo da rede blockchain. Ao optar pelo investimento no euro usando moedas digitais, elimina-se a dependência de transações bancárias. 

Na prática, a stablecoin do euro pode ser utilizada para pagar faturas e serviços sem a necessidade de intermediários financeiros. Outra vantagem que só ativos digitais com registro no blockchain oferecem é a integração de aplicações de finanças descentralizadas (DeFi), incluindo protocolos de empréstimo, seguros e muito mais.

Quem define a cotação das stablecoins?

A cotação das criptomoedas, incluindo as stablecoins do euro, são determinadas pelos interessados na negociação em cada corretora. No entanto, o preço das stablecoins atreladas ao euro tende a seguir a cotação do ativo usado como garantia. 

Cada stablecoin possui uma empresa emissora, responsável por administrar a garantia (lastro), definir prazos e taxas de conversão. Desse modo, a cotação da stablecoin tende a seguir o euro se o emissor preservar mecanismos de emissão e resgate mantendo a paridade com a divisa estrangeira.

Quais as principais stablecoins do euro?

Embora suas funcionalidades sejam parecidas, cada stablecoin apresenta vantagens e riscos específicos. O gerenciamento das reservas por parte do emissor pode ser feito tanto por empresas tradicionais quanto por modelos automatizados utilizando contratos inteligentes (smart contracts).

Euro Coin (EURC)

Euro Coin (EURC) foi criada pela empresa norte-americana regulada de pagamentos digitais Circle. A fintech é registrada no FinCEN dos EUA e FCA do Reino Unido, e o emissor garante que o número de moedas em circulação está totalmente coberto por uma quantia equivalente depositada em bancos.

eEUR (EEUR) da Aryze BVI

eEUR Aryze (EUSD) é uma criptomoeda colateralizada em euros, ou seja, possui depósitos de garantia que assegura a paridade com a divisa estrangeira. Seu emissor é a empresa Aryze BVI , responsável por gerenciar a emissão e controlar as reservas com registro na rede blockchain Polygon.

Qual a tributação das stablecoins do euro?

Para fins tributários e fiscais, stablecoins são classificadas como moedas virtuais, assim como o Bitcoin, Ethereum e Solana. Nesse sentido, são isentas de imposto sobre ganho de capital as vendas mensais de criptomoedas com valores totais abaixo de R$ 35 mil. 

Caso o investidor ultrapasse este limite o ganho de capital obtido com a venda de stablecoins segue a tabela progressiva do imposto de renda, ou seja, passa a contar com uma alíquota de 15% para valores de até R$ 5 milhões.

Euro ou dólar: onde investir?

O dólar segue como líder absoluto nas reservas internacionais e transações comerciais, que incluem a negociação de bens e serviços, pagamento de juros da dívida, e remessas. Por ser emitida pelo governo dos EUA, atualmente a maior economia do mundo, o dólar acaba garantindo um espaço grande nas carteiras de investimento.

Os investidores costumam optar pelo Euro como estratégia de diversificação, seja por questões geográficas ou busca por exposição em ativos que sejam impactados em menor escala no caso de recessão ou problemas na economia norte-americana. O Euro é demandado por empresas, países e pessoas que precisam pagar dívidas e valores denominados nessa moeda.

O que move a cotação do Euro?

A cotação do euro frente ao real é influenciada por diversos fatores, principalmente a balança comercial brasileira, déficit público e eventuais diferenças entre taxas de juros entre as regiões. Quando o investidor enxerga um retorno atrativo nos ativos brasileiros, é normal que ocorra uma entrada maior de Euros, pressionando negativamente a cotação da moeda.

Na ponta oposta, um cenário de recessão ou incerteza no Brasil pode influenciar positivamente a cotação do Euro, assim como a expectativa de inflação e o próprio cenário externo mais desafiador. Sem exportações, o Brasil corre o risco de ficar sem divisa estrangeira para seu uso por pessoas e empresas, provocando flutuações significativas na taxa de câmbio.

Investir em Euro é seguro?

Depende, pois as divisas estrangeiras são investimentos de renda variável, portanto, sem previsão de retorno. Mesmo que o Euro ofereça um risco relativamente baixo devido a reputação do emissor e poderio econômico da região, sua cotação pode sofrer com sanções, regulações e mudanças na tributação.

Independente das ações dos países membros da Zona do Euro, o governo brasileiro pode impor restrições na conversão de moedas, afetando assim a conversibilidade e retorno do investimento no Euro. Por último, o investidor deve se atentar ao comprar Euros através de intermediários, incluindo fundos e stablecoins. Desse modo, cabe verificar se a empresa que está atuando na oferta está devidamente registrada e autorizada para oferecer tais produtos.

Onde comprar stablecoin do Euro no Brasil?

Você pode adquirir stablecoins do Euro no Mercado Bitcoin, a corretora (exchange) líder em volume de negociação no Brasil. Através de nosso site ou aplicativo para Android e iOS você faz todo o processo, desde o cadastro até a transferência de valores. 

Nossos 10 anos sem incidentes de vazamentos ou perdas de depósitos comprovam a eficiência das rigorosas medidas de segurança e protocolos de gestão de ativos digitais. Segurança é indiscutível no MB, trazendo tranquilidade para investir no Euro digital no Brasil de forma totalmente regulada e transparente.

Agora que você aprendeu como investir no Euro no Brasil, abra sua conta no MB e aproveite os benefícios que só as stablecoins podem oferecer.

https://www.mercadobitcoin.com.br/economia-digital/investimentos/como-investir-em-euro/
Destaques Autor
img:Redação

Redação

Estamos aqui para oferecer a você conteúdo de qualidade que o ajude a navegar com confiança pelo universo dos criptoativos. Nosso compromisso é fornecer análises precisas e perspectivas aprofundadas sobre os mais recentes desenvolvimentos no mercado cripto. Acreditamos que a educação é fundamental para o sucesso no mundo dos criptoativos, e é por isso que nos esforçamos para tornar nossos artigos acessíveis e compreensíveis para investidores de todos os níveis de experiência.  Estamos aqui para ser seu guia confiável no universo em constante evolução das moedas digitais. Seja bem-vindo e fique à vontade para nos acompanhar em nossa missão de tornar o mundo das criptos mais acessível, compreensível e lucrativo para todos!

Saiba mais
Destaques Comentários